Risco de aborto aumenta de acordo com o Indice de Massa Corporea após tratamento de Reprodução Assistida

Recente estudo publicado mostra que em pacientes com Índice de Massa Corpórea (IMC) aumentada, ocorreu maior taxa de abortamento após tratamentos de Fertilização in vitro (FIV). Para fazer o cálculo do IMC basta dividir seu peso em quilogramas pela altura ao quadrado (em metros). O número que será gerado deve ser comparado aos valores da tabela IMC para se saber se você está abaixo, em seu peso ideal ou acima do peso.

Abaixo de 18,5 Você está abaixo do peso ideal
Entre 18,5 e 24,9 Parabéns — você está em seu peso normal!
Entre 25,0 e 29,9 Você está acima de seu peso (sobrepeso)
Entre 30,0 e 34,9 Obesidade grau I
Entre 35,0 e 39,9 Obesidade grau II
40,0 e acima Obesidade grau III

Neste trabalho paciente que foram submetidos a Fertilização in vitro e com IMC > 25 tiveram maior taxa de aborto em relação as pacientes com peso normal (de acordo com a tabela acima). A relação exata com a obesidade ainda não está totalmente esclarecida, foi proposto que poderia ser na qualidade dos óvulos e embriões pela maior ação dos hormônios durante a indução da ovulação, mas também com a receptividade endometrial.
De qualquer maneira, uma boa dica antes de fazer um tratamento de FIV é tentar adequar seu peso para evitar estas complicações.
Veja o artigo na integra através do link abaixo.

Influence of BMI on risk of miscarriage after single blastocyst transfer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s